O Pensamento é um Ímã

by Vivendo do Ócio

/
1.
2.
02:54
3.
4.
03:52
5.
03:17
6.
7.
8.
9.
10.
11.
01:42

about

O Pensamento é um ímã (Janeiro de 2012)
Produção: Rafael Ramos / Chuck Hipholitho
Gravado nos estúdios: Costella (SP) / Tambor (RJ)
Deck / Vigilante
Master: Brian Gardner (Big Bass)

Download no Itunes: itunes.apple.com/br/album/o-pensamento-e-um-ima/id496236124

credits

released January 23, 2012

tags

license

all rights reserved

about

Vivendo do Ócio Salvador, Brazil

Depois de três anos desde “O Pensamento é um imã”, a Vivendo do Ócio, que agora é uma banda 100% independente, acaba de lançar "Selva Mundo". Com produção de Fernando Sanchez e Curumin, o novo disco reúne toda a experiência e influências musicais que a banda acumulou ao longo de quase nove anos de carreira. ... more

contact / help

Contact Vivendo do Ócio

Streaming and
Download help

Track Name: Bomba Relógio
(Davide Bori / Jajá Cardoso / Luca Bori)

Caí e logo levantei
Senti na pele outra vez
Que brincar com fogo não é coisa boa
Mas o meio não justifica o fim
Foi assim que eu aprendi
E devia ter cortado antes de explodir

Um tempo regressivo
Quase meu inimigo
Era agir ou deixar

A única vez que eu me enganei
Foi porque apenas pensei estar enganado
Devia ter me afastado, sei que devia ter afastado
O erro foi eu não acreditar em mim mesmo
E saber que não se amarra à uma bomba relógio
Bomba relógio!

Demorei pra ver no que errei
Andando em círculos, era pra ser menos difícil
Existem coisas a considerar
Mesmo assim não vou negar o fim
Cê fique aí achando que eu pirei
Já fiz minha escolha
Não vou repetir outra vez

Um tempo regressivo
Quase meu inimigo
Era agir ou deixar

A única vez que eu me enganei
Foi porque apenas pensei estar enganado
Devia ter me afastado, sei que devia ter afastado
O erro foi eu não acreditar em mim mesmo
E saber que não se amarra à uma bomba relógio
Bomba relógio! (x3)
Track Name: Silas
(Dieguito Reis / Jajá Cardoso / Luca Bori)

Eu não quero fazer mal nenhum
E nem mesmo repetir o que fizeram a mim
Só quero é continuar
Penso no futuro quando já passou
Sem remorso e sem rancor
Me diga agora, qual será a boa da noite?

Se essa maré me der um caldo
É por que quis mergulhar de cabeça
Não escolho tudo que eu faço
Só espero que o agora aconteça
Se essa maré me der um caldo

Ganho meu dinheiro e nem vejo a cor
É azar no jogo e também no amor
Nada disso importa, aqui eu só não posso é parar
O meu sangue não posso negar
Já tentei não descontrolar
Quando penso em sair me puxa para o mesmo lugar

Se essa maré me der um caldo
É por que quis mergulhar de cabeça
Não escolho tudo que eu faço
Só espero que o agora aconteça (x2)

Se essa maré me der um caldo
É por que quis mergulhar de cabeça
Não escolho tudo que eu faço
Só espero que o agora aconteça

Se essa maré me der um caldo... (x4)
Track Name: Tudo Que Eu Quero
(Luca Bori)

Eu quero uma bicicleta pra eu ir pra onde eu quiser
Eu quero uma vida toda pra eu jogar pela janela

Se essa vontade vier
E se quiser, siga pra onde apontar meu pé

Eu quero tantas coisas
Eu quero ler mas eu não leio
Eu quero ir a praia, mas às vezes falta tempo

O que eu não quero: Ficar em casa se chover!
E se quiser, siga pra onde apontar meu pé

Eu quero verde, natureza, respirar ar puro e viver
Seguir o tempo do mar, do sol e do vento
Falta você entender...

Que eu não eu quero ficar em casa se chover
E se quiser, siga pra onde apontar meu pé
Track Name: Nostalgia
(Pablo Dominguez / Vivendo do Ócio)

Não se desespere se eu desaparecer
A gente tem que dar um tempo, deixar tudo em seu tempo
Não existe certo ou errado
Existe o bom a se fazer e é o que você quiser

Quando não me achar eu devo estar em casa realizando nostalgias
Vou deixar uma pista pra você
Tenho que dar um tempo, tudo tem seu tempo, não existe argumento

Eu só queria passar um tempo lá em casa
Me deu saudade da Bahia
Eu só queria tomar um vento na cara
Me deu saudade da Bahia

Não se desespere se eu desaparecer
A gente tem que dar um tempo
Um dia vou voltar
Minhas escolhas me guiaram até aqui
E quando eu retornar é por quê eu consegui

Oh, eu só queria passar um tempo lá em casa
Me deu saudade da Bahia
Eu só queria tomar um vento na cara
Me deu saudade da Bahia

“Eu sou como o velho barco que guarda no seu bojo o eterno ruído do mar batendo
No entanto, como está longe o mar e como é dura a terra sob mim...
Felizes são os pássaros que chegam mais cedo que eu à suprema franqueza
E que, voando, caem, pequenos e abençoados, nos parques onde a primavera é eterna.”

Eu só queria (x3)
Ah, que saudade da Bahia
Track Name: Dois Mundos
(Jajá Cardoso)

Por esse quarto que a cada segundo fica menor
Eu me descuido pra não ficar só
Mas, ora bolas, eu só estou só
Talvez mudar pra outro lugar possa aliviar minha dor
É uma saída pra não me lembrar
Minha agonia é só por lembrar

Me diz, meu bem, o que restou pra eu guardar?
Estás tão distante, o que vai mudar?
De longe eu vi você partir
Por onde eu devo me guiar?
Esse filme eu já vi, sei bem o final, pra variar

Respiro fundo e penso
Por que o destino costuma tirar as coisas boas que a vida me dá?
Se não mereço, por que vem me dar?
Eu me recuso, não quero e não há quem me faça enxergar
Que nunca mais voltarei a te ver
Pior de tudo é só o querer

Me diz, meu bem, o que restou pra eu guardar?
Estás tão distante, o que vai mudar?
De longe eu vi você partir
Por onde eu devo me guiar?
Esse filme eu já vi, sei bem o final, pra variar
Track Name: Radioatividade
(Adalberto Rabelo / Thadeu Meneghini / Vivendo do Ócio)

A Terra em transe, aportei meu navio
No caos, na Barra, pesada na Ribeira
Estado de graça na Praça dos Reis
Da Silva não da Selva, só o som me salva
Eu quero, eu espero, preciso de algo novo
Nos auto-falantes, milagres do povo

Avenida Sete
Estrela do Norte
Bandeira em pau forte
Sem medo da morte
Eletricidade no meu coração
Na rádio uma canção
Radioatividade

As portas do Carmo unem os caminhos
Uruguai, Pelourinho, Barbalho, Cravinho
Dois Leões, os cães no meu encalço
Mas eu e os meus botões não damos passo em falso
O Abaeté não é só uma lagoa escura
Eu ando de braços bem dados com a loucura

Avenida Sete
Estrela do Norte
Bandeira em pau forte
Sem medo da morte
Eletricidade no meu coração
Na rádio uma canção
Radioatividade

Castelo Branco, Rio Vermelho
Narciso com medo de olhar no próprio espelho

A Terra em transe, aportei meu navio
Track Name: O Mundo é um Parque
(Dieguito Reis / Jajá Cardoso / Luca Bori)

Eu te pergunto o que é mais importante pra você
Do que você mais quer saber?
O que você precisa pra crescer?
Dormir, acordar, trabalhar, fazer um dinheiro
Esse é seu direito, mas a vida não foi feita pra se bitolar
Tem que desenvolver, se multiplicar

Se eu pegar uma reta
Pode partir do lado B ao clichê
O que você sabe? (x2)

O mundo é um eterno parque
E as pessoas se esquecem disso quando crescem
Esquecem de viver (x2)

Sentir, degustar, ter alguém, cultivar amigos
Mil e um motivos para amar, pra sonhar, pra viver

Se eu pegar uma reta
Pode partir do lado B ao clichê
O que você sabe? (x2)

O mundo é um eterno parque
E as pessoas se esquecem disso quando crescem
E antes de viver já envelhecem
Se esse caminho não fosse uma piada
Eu não escolheria o outro lado da estrada
O lado B dessa estrada
Track Name: Por um Punhado de Reais
(Jajá Cardoso)

Em frente uma estrada, um curvo caminho a trilhar
Nas mãos uma guitarra e o necessário pra seguir
Não me bastou comer e dormir
Preciso me expandir pra me achar
Vai ser bom, bem melhor se você me acompanhar

Eu também já senti medo
Como olhar de um muro baixo
Pra me proteger
Mas nem sei de quem
É melhor ter seu apreço
É melhor ter mais espaço
Você tem que ter (x2)

Teimando em duvidar
O melhor está no mais simples que puder imaginar
Só pra te completar, não dá pra insistir
Bem na hora certa você vai sentir
Que o que falta pra seguir
Precisa se expandir pra me clarear
Vai ser bom, bem melhor se você me acompanhar

Eu também já senti medo
Como olhar de um muro baixo
Pra me proteger
Mas nem sei de quem
É melhor ter seu apreço
É melhor ter mais espaço
Você tem que ter (x2)
Track Name: O Mais Clichê
(Luca Bori)

Um caminho na minha vida
E vou de encontro com o que eu sempre senti
Dentro de mim uma resposta curta
4 letras e uma canção

Pode parecer o mais clichê dos clichês
Pode se esconder se você não notar

Dividir essa energia
Me traz de volta para o meu verdadeiro eu
Posso sorrir, compartilhar momentos
Uma vida em um milhão

Pode parecer o mais clichê dos clichês
Pode se esconder se você não notar

Mil kilómetros de estrada ou de mar
Mil motivos pra lembrar
Track Name: Preciso Me Recuperar
(Jajá Cardoso)

Eu tenho que parar e nem me lembro mais e eu já nem sei
Eu não consigo mais raciocinar
São sete travas por semana
Acho que tenho que trocar
Talvez vai melhorar
Nem olha assim pra mim
Você vai entender
Já já vou te explicar

Sei que você nem sabe do que eu tô falando
Eu sei que é impossível
Mas seria uma solução pra mim:
Trocar meu coração por um fígado, baby, eu preciso!
Oh, será que é possível um carro sem combustível?

Eu nem sei se gosto mais de você
Eu não consigo distinguir
Não é que eu não queira
Como ficar sem controle sem noção do mundo
No horizonte tem um fim

Sei que você nem sabe do que eu tô falando
Eu sei que é impossível
Mas seria uma solução pra mim:
Trocar meu coração por um fígado, baby, eu preciso!
Oh, será que é possível um carro sem combustível?
Track Name: Eu Gastei
(Luca Bori)

Hoje não é o dia, não adianta insistir
E se tá sem dinheiro, não sei porque cê tá aqui

Eu gastei, mas a vida é minha
Me atirei, e daí eu me diverti
Essa não é a hora (x3)

Não precisa gritar por que não sou nenhum ladrão
E se faltou dinheiro, por que arrumar uma confusão?

Eu gastei, mas a vida é minha!
Me atirei e daí eu me diverti
Agora vou embora (x3)